Últimas Ações

Profissionais do HCPA recebem as menores remunerações entre hospitais universitários

Em reunião com diretoria do Hospital de Clínicas, SENGE apresentou estudo que comprova a defasagem da remuneração dos engenheiros e arquitetos do HCPA em relação aos demais hospitais universitários no país.

Nesta terça (10/12), o vice-presidente do SENGE Alexandre Wollmann, os delegados sindicais no HCPA Eduardo Krug Marques e Sérgio Von Poser Maciel, e o coordenador de Engenharia do Hospital Jorge Giora reuniram-se com o presidente da instituição, Prof. Dr. Amarilio Vieira de Macedo Neto , a vice-presidente Tanira Torelly Pinto e o assessor para Assuntos Institucionais Ernani Mendes da Silva.

Na ocasião, o dirigente do Sindicato entregou aos diretores estudo demonstrativo que comprova a defasagem da remuneração dos engenheiros e arquitetos do HCPA em relação aos demais hospitais universitários no país. A situação é ainda mais incômoda pelo fato de que o Hospital de Clínicas divide o conhecimento e expertise dos seus profissionais com instituições de outros estados, inclusive naquelas com menor tempo de funcionamento, e ainda assim pratica uma política salarial muito abaixo destes hospitais. Além disso, a não observância do piso da categoria acarreta prejuízo significativo na atração e retenção de talentos no quadro técnico, o que impacta diretamente o andamento dos projetos devido à rotatividade dos profissionais.

Além de reforçar a importância do Salário Mínimo Profissional para a qualidade do serviço prestado pelo HCPA, o reconhecimento da Gratificação de Responsabilidade Técnica da categoria também foi pauta da reunião. Por fim, foi tratado o impasse nas negociações com o Sindihospa que, mesmo após os reiterados pedidos do SENGE, ainda não formalizou sua proposta para o Acordo Coletivo, cuja data base é 1º de maio.

Os dirigentes do Hospital se mostraram receptivos ao diálogo e às reivindicações apresentadas, se comprometendo a analisar o estudo da matriz salarial entregue durante a reunião para subsidiar as demandas enviadas ao Ministério da Educação.

Imprima esta página