Últimas Ações

Gestão do CREA-RS ignora seus próprios engenheiros

O que parecia ser um trabalho facilitado pelo entendimento claro por parte dos gestores do CREA quanto às atribuições e competências inerentes à nossa profissão, na realidade vem sendo caracterizado por um absoluto e incompreensível descaso.

Ampliando cada vez mais o alcance da atuação junto às empresas e órgãos públicos, o SENGE-RS, demandado pelos profissionais iniciou processo de negociação em nome dos 13 engenheiros contratados pelo próprio Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RS). No entanto, o que parecia ser um trabalho facilitado pelo entendimento claro por parte dos gestores do CREA quanto às atribuições e competências inerentes à nossa profissão, ou seja, a valorização de fato, na realidade vem sendo caracterizado por um absoluto e incompreensível descaso.

Desde junho de 2013 quando iniciamos as tratativas, a diretoria administrativa do Conselho e até mesmo o próprio presidente Capoani, vêm ignorando sistematicamente não só os pedidos de agendamento, mas principalmente os pontos da pauta apresentada pelo Sindicato em nome dos profissionais que representamos na autarquia. O mais incrível de tudo é que o próprio Conselho Regional de Engenharia e Agronomia não pratica o Piso Salarial da nossa categoria e esse é o item mais importante que queremos consolidar no acordo coletivo. Acreditamos que o diálogo pode construir soluções. No caso do CREA/RS este diálogo pode ser facilitado porque se trata do órgão encarregado de fiscalizar o cumprimento da lei. Esperamos que a sensibilidade do presidente Capoani e da sua diretoria determine a retomada das negociações, cujos resultados trarão benefícios aos profissionais empregados do CREA/RS e ao próprio Conselho.

Imprima esta página